Tucum

Tapeba (Caucaia/CE)

Como chegar / Onde se hospedar / Onde se alimentar /
Passeios e trilhas / Datas Importantes / História

Como chegar

Como chegar de transporte particular

Saindo de Fortaleza/CE:
Comunidade Vila dos Cacos: Saída pela av. Bezerra de Menezes, em direção a Mister Hull, até o viaduto que leva a BR-020 > chegando ao posto da Polícia Rodoviária, entrar à direita para a BR-222 > seguir na BR-222 em direção a Sobral por 10 km, até chegar à rotatória da Aço Cearense > na rotatória, fazer o retorno em direção a Fortaleza > seguir por 180 metros. A entrada da comunidade estará a sua direita. Na entrada há uma oca comunitária.

Comunidade Lagoa dos Tapeba I: Saída pela av. Bezerra de Menezes, em direção a Mister Hull, até o viaduto que leva a BR-020 > chegando ao posto da Polícia Rodoviária, entrar à direita para a BR-222 > seguir na BR-222 em direção a Sobral por 6,5 km, até chegar na entrada da comunidade. Na entrada, há uma grande mangueira e um chafariz.  A Lagoa dos Tapeba I fica próximo ao Km 17.

Comunidade Jandaiguaba: Saída pela av. Bezerra de Menezes, em direção a Mister Hull > Seguir em direção à BR-222, passando pela CE-085, até a entrada de Caucaia > Chegando à Igreja Matriz, virar à esquerda, chegando ao Centro de Caucaia > Seguir em frente até o final da rua > Virar à esquerda e seguir até as Lojas Macavi > Virar à direita nas Lojas Macavi para pegar a estrada Coronel Corrêa em direção à comunidade do Capuan > Chegando a Praça do Capuan, virar à direita > Cruzar o trilho e, na segunda rua, virar à direita > Seguir até o campo de futebol e virar à esquerda > Seguir até o final da rua > Virar à direita até a casa a Quadra da Dona Isabel, liderança da comunidade.

Comunidade da Ponte: Saída pela av. Bezerra de Menezes, em direção a Mister Hull > seguir em direção à BR-222 > entrar na CE-085, passando pelo ponto do Rio Ceará. A entrada da comunidade está a sua direita do lado da ponte.  Na entrada da comunidade, há um posto de saúde. 

Terreiro Sagrado na Comunidade Lagoa dos Tapeba: Saída pela av. Bezerra de Menezes, em direção a Mister Hull > Seguir em direção à BR-222, passando pela CE-085, até a entrada de Caucaia > Chegando à Igreja Matriz, virar à esquerda, chegando ao Centro de Caucaia > Seguir em frente até o final da rua > Virar à esquerda e seguir até as Lojas Macavi> Virar à direita nas Lojas Macavi para pegar a estrada Coronel Corrêa em direção à comunidade do Capuan> Passando pela Praça do Capuan, seguir em frente por 500 metros até o Depósito O Dezinho > Virar à esquerda para entrar na rua Coronel Alfredo Miranda > Seguir na estrada de calçamento por 1,5 km até chegar à entrada do Terreiro Sagrado dos Paus Branco

Como chegar de ônibus metropolitano:

Comunidade Tapeba Vila dos Cacos: Na Avenida do Imperador (próximo ao Banco do Brasil) no centro de Fortaleza, pegue o ônibus Capuan da Empresa Vitoria. Descer do ônibus na Indústria Aço Cearense, após o Centro de Caucaia. Ande até o posto Carretão. Virando à esquerda após o posto continue andando por cerca de 10 minutos até avistar a sua direita a ARACÊ OCA, que indica a entrada da Comunidade.

Comunidade Jandaiguaba: Na Avenida do Imperador (próximo ao Banco do Brasil) no centro de Fortaleza, pegue o ônibus Capuan da Empresa Vitoria. Descer do ônibus na Praça do Capuan. Ande até Companhia de Água CAGECE e se informe como chegar à casa da Dona Izabel.

Comunidade da Ponte: Na Avenida do Imperador (próximo ao Banco do Brasil) no centro de Fortaleza, pegue o ônibus Capuan da Empresa Vitoria. Descer do ônibus no Centro de Produção Cultural Tapeba, que indica a entrada da comunidade.

Terreiro Sagrado na Comunidade Lagoa dos Tapeba Na Avenida do Imperador (próximo ao Banco do Brasil) no centro de Fortaleza pegue o ônibus Capuan da Empresa Vitoria. Descer do ônibus no Deposito Dezinho. Percorrer 800 metros de estrada carroçal, até encontrar o Terreiro sagrado.

Voltar para o topo

Onde se hospedar:

Não é possível se hospedar nas comunidades indígenas Tapeba.

Voltar para o topo

Onde se alimentar:

Aracê Oca (comunidade Vila dos Cacos): A comunidade dispõe de cardápio para visitantes com pratos típicos, como tapioca, bolo de macaxeira, bolo de milho, cuscuz e mungunzá. Também é possível almoçar no local.

Galpão comunitário (Comunidade Lagoa dos Tapeba I): A comunidade possui um galpão que serve lanche e almoço para grupos de até quinze pessoas. O cardápio inclui baião de dois com peixe frito e galinha caipira.

Casa da Dona Isabel (comunidade de Jandaiguaba): Dona Isabel abre sua casa e sua cozinha para receber visitantes. Ela serve deliciosas refeições e também lanche e suco natural.

Centro de Produção Cultural Tapeba: Na comunidade da Ponte, o Centro de Produção Cultural Tapeba oferece pratos tradicionais, como café com tapioca, bolo de macaxeira, bolo de milho, cuscuz, mungunzá, caranguejada e outras refeições.

Voltar para o topo

Opções de Passeios e trilhas:

Trilha da comunidade Vila dos Cacos: O trajeto adentra a comunidade, passando por sua área de plantio, a escola de educação contextualizada e o açude. O ponto final é a ARACÊ OCA, que guarda uma mostra de artesanato indígena e onde é possível assistir ao ritual do Toré.

Trilha do Riacho: Conheça a história da comunidade Lagoa dos Tapeba I, passando pela Escola Indígena.

Trilha da Jandaiguaba: Trajeto pela casa de dona Isabel, com parada para café na Padaria Pão na Aldeia. O trajeto inclui também a Lagoa da Jandaiguaba e a Oca da comunidade.

Trilha da Pedra Encantada: Na comunidade da Ponte, a Trilha da Pedra Encantada passa por dentro do mangue, conhecendo as histórias e encantos do povo Tapeba. No final do trajeto, é possível passar, ainda, pelo Centro de Produção Cultural Tapeba e pelo Memorial Cacique Perna de Pau.

Trilha do Terreiro Sagrado: O Terreiro Sagrado, espaço que guarda a memória do surgimento do povo Tapeba, está localizado na comunidade Lagoa dos Tapeba. É possível conhecer as ocas das comunidades, onde são realizadas as festas importantes da etnia, como a Feira Cultural Tapeba, a Festa da Carnaúba e os Jogos Indígenas.

Voltar para o topo

Datas importantes para o povo Tapeba:

  • Dia do índio Tapeba: 03 de outubro
  • Feira Cultural Tapeba
  • Festa da Carnaúba
  • Jogos Indígenas: 18 a 20 de outubro
  • Festejos de São Francisco (Padroeiro da comunidade): Final de setembro ou início de outubro.

Voltar para o topo

História:

A palavra Tapeba é tupi constituindo uma variação fonética de itapeva (de itá/tá, i. é, "pedra"; e peva, i. é, "plano", "chato"): "pedra plana", "pedra chata", "pedra polida", etc. O povo Tapeba é resultado de um longo processo de junção de elementos étnicos dos povos originários em uma dinâmica de mútua assimilação. Potiguara, Tremembé, Cariri e Jucá foram etnias indígenas que, sob a autoridade do poder colonial, agruparam-se na Aldeia de Nossa Senhora dos Prazeres de Caucaia, que deu origem ao município de mesmo nome. Atualmente, são cerca 7000 indígenas, distribuídos em 17 comunidades, que formam o povo Tapeba. A Terra Tapeba foi identificada e atualmente encontra-se em processo de demarcação.

A afirmação da identidade étnica e a luta pela terra são elementos fundamentais para compreender a história desse povo que, até a década de 1980, não tinha sequer sua etnia reconhecida.

Nesse período, os estados do Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte, eram dados, pelos registros da FUNAI e pelos levantamentos produzidos por antropólogos e missionários, como os únicos estados no Brasil, além do Distrito Federal, em que inexistiam índios. No Ceará, entretanto, a presença indígena deixou de ser ignorada quando a então Equipe de Assessoria às Comunidades Rurais – hoje, Equipe de Apoio à Questão Indígena – da Arquidiocese de Fortaleza passou a atuar no município de Caucaia, junto à coletividade dos Tapeba.

Voltar para o topo

Sugestões de roteiro

Prêmios
Instituto Terramar . Rua Pinho Pessoa, 86 . Joaquim Távora . CEP 60.135-170 . Fortaleza . Ceará . Brasil
Telefones: +55 (85) 3226.2476 +55 (85) 3226.4154 . info@tucum.org
DoDesign-s Design & Marketing